… a certeza de que isto somos nós. As conversas ajudam a contar.
04
Dez 11
ab-so-fucking-lu-tely, às 14:44Link | Comentar | Absolutamente adorável!

Mais uma entrada de rompante em acelerado ritmo de trocadilhos natalícios e (a)quaise! parecia que Tété tinha vindo montada numa rena da Lapónia a fazer as vezes do Sô Nicolau ali pela Venda do Pinheiro, como quem distribui prendinhas para todos os gostos aos desgraçaditos e ditas que ainda por lá permanecem de "menir e cal"!

 

O nomeado João de Jesus foi a primeira prenda a ser desembrulhada dans le confessionaire e, para ver se conseguia animar a performance oratória do lobotomizado, Tété lá lhe ofereceu um cantico regional que, pelo que se notou, tocou fundo o mocito do interior desquecido e ostracizado. Foi um ''a minha aldeia é tao bela... é uma aldeia mimosa...'' cantado ao vivo por duas cidadãs reformadas e o menino (de) Jesus a dançar como Deus manda, ou talvez nem por isso... 

Depois deste acrescento (mais ou menos) musical, aquilo que por lá estava mais para Creche, tomou jeito de Centro de Dia (!)

 

Servindo um amuse-bouche aos telespectadores, a Chef Tété, introduziu no seguimento da modinha, a salada de frutas dos segredos, consolando a mãe do mocito regional com um ''só se atiram pedras às arvores com fruto, não é Graciosa?'' E a Graciosa anuiu animadita coitadita, rezando o terço para que o filhote lá ficasse mais uns tempos que cá fora está frio.

 

Fanny-super-star que já não consegue imaginar a cara do (antes seu) Dioguinho, foi recordada por Tété, a sábia ominipresente, dos momentos-chave de uma semana recheada de excitação e "nerbouso" miudinho. Parece que a piquena que tem dificuldade em recordar certas feições, empenhou-se estridentemente em lembrar a pobre da Cátia: ''nomeastes o Paulo e agóura não consegues olhá pa ele face to face!''

Oh Fanny... deixa lá a rapariga que, se calhar, também foi um nerbouso miudinho que lhe pisou o dedo gordo do pé e, em vez de lhe dar ganas de fight, deu-lhe de nómiêixon...xon! A ver se para a próxima fazes um piqueno(!) esforço de concentração e calma e controlas a ansia de disparar impropérios e nomeclaturas como as que, constou, trocavas com o desaparecido em combate...

 

Como é que era mesmo?

- ''Chabasca!''

Einh?!

- "... tipo... tramboulho!"

Ah... ´'tá certo...

 

A esta altura, na Venda, a fruta já um tanto ao quanto amassada dentro do cesto e eis que Sr. Fernando salta solicito da plateia para agradecer à Pluma Azul lá em Olibeira de Azeméis porque lhe cortam o cabelo e o bigode todo' jus domingos de proupuósito para estar ali. Bigode de estimação esse que ele promete cortar se a Fanny ganhar aquilo! Ele mais' ju seu empresário que bão levar luogo a gillete e a espuma não vá a rapariga arrebimbar esta gaita sem agente contar e depois o clube de fãs ainda lhe corta as pernas mas' jé em bês do bigode! Libra! Depois' jé qu' eram elas... já não podia continuar a receber a ajudinha da Sapataria Pedágio que lhe ófereice um par de sapatos para estar ali sempre todo 'jos domingos béim calçadinho para bêr se não se nota muito que, a máiór parte das bêzes, a coisa foge-lhe mais ' jé pó chinelo, mas' jisso aguóra... num interessa nada, num é berdade?

 

A Super Cátia, respondendo à Fanny, mostrou no confessionário, one more week in a row(!) que é "uma melher, num é uma rata!" e deu um festival multimédia numa performance-cambalhota com direito a banana chorona bamboleante, revelação do segredo "Cabaret" que, por 5 segundos, foi "Talho"(!) e um workshop rápido de "Como conseguir um emprego em 3 tempos":

 

1) sair pá ruã.

 

2) andar ém fréntsse, sémpre ém linha rectã!

 

e...

 

3) entrar a porta d'um café que tenhã um nome assim jêtose tipe Gran Róyal e assim...

 

Obrigada Cátia! Qual Carga de Trabalhos!

 

Mas calma que não é assim tão simples, nã... é pcise socializar. A Cátia ensina:

 

1) Observar a énvolventsse.

 

2) Descobrir e edéntificar quém manda naquile.

 

e...

 

3) Abordar: "Bon nuit, je m'appelle Cátiá. Precisam d'empregadã?"

 

Maior ou menor domínio da Língua, o que é certo é que a rapariga lá conseguiu desenvencilhar, pelo menos, dois mesinhos de cafés e danças no varão no centro do Luxemburgo num Café/Cabaret qualquer coisa Royal. Tungas!

Descobrimos também que o virús Lady Gaga ainda não chegou ao Luxemburgo, a avaliar pela estranheza da piquena quando a produção lhe mandou o Poker Face para ver se ela nos elucidava sobre a última e 3ª fase do workshop express ''Como conseguir um emprego em 3 tempos" ela, ainda que já de pé em bamboleios uhm... sensuais?! bradou  um: "Atão! Qui'é iste?!" perante o som da Gaga pandemica (or not anymore...)

 

 

Ele houve também um consultório sentimentálo-badalhouco com Dra. Cátia e Dr. Miguel de fazer a banana descascar-se de rir, diria..., um Sr. Fernando a opinar sobre a futura vidinha de Marco e Susana fora da casa e a dita a proferir entre dentes que tinha uma resposta à altura para dar ao senhor, ela (Tété) é que não a deixou (ohhhhh...)

 

Tempo ainda houve para um encontro envidraçado de um Miguel Jonny Bravo com uma Bruna Bela Adormecida que, 'tadita, tão pouco tempo de antena teve naquela triste situação de ''antes de ser já o era,  ex-concorrente!'' que parecia uma boneca de corda com o pipo avariado. Até Tété quase não conseguia sobrepor-se à excitação da mocita desenvolta!

O Miguel Ken só fazia esfregar as mãos de tão nervoso ao ver a Barbie, uhm... Nancy! e no fim foi o ex-comando Paulo que esfregou as mãos mas foi do frio que devia estar naquele caminho difícil e penoso do aquário masion até ao estúdio sobrelotado da Venda do Pinheiro.

 

75% dos votos, e lá saiu o ex-combatente e o seu melão para fora da cesta da fruta fresca... olha, já dizia a grande Dina: "Peguei trinquei..." !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
16
17

18
20
21
22
24

25
27
29
30
31


Os Absolutamente Favoritos
Procurar Conversas...
 
blogs SAPO